Fonoaudiologia e A-T

ATAXIA-TELANGIECTASIA E FONOAUDIOLOGIA

Fonoaudióloga responsável: Maria Lúcia T. Nishinaka Fernandes
Fonoaudióloga – Mestranda em Ciências Aplicadas a Pediatria pela UNIFESP/EPM
Supervisão: Prof. Dra. Beatriz Tavares Costa Carvalho

 
Um dos principais sintomas que os indivíduos com A-T podem vir a apresentar é a disfagia (dificuldade de deglutir) orofaríngea grave, que pode causar a pneumonia por aspiração. 
 

SINTOMAS

 
  • Dismetria ou tremores de intenção: Difuldade para definir direção, extensão, força, e tempo de um movimento de forma precisa. O paciente não consegue chegar a um alvo ou ele é ultrapassado ou usa muita força e bate no alvo ou usa força a menos e não consegue segurar o objeto;

  • Iniciação e realização lenta de movimentos voluntários;

  • Hipotonia postural e facial: flacidez da musculatura do corpo e da face;

  • Disartria: incapacidade de articular as palavras de maneira correta;

  • Dificuldade de mastigar determinados alimentos;

  • Sialorréia: é a perda não intencional de saliva pela cavidade oral ou a bába;

  • Problemas respiratórios que dificultam a coordenação da sucção, mastigação e deglutição;

  • Dificuldades para tossir com eficiência
 

Os indivíduos com A-T apresentam inicialmente a disfagia funcional oral, onde há uma dificuldade de preparação do bolo alimentar devido à alteração muscular e das estruturas da boca (céu da boca, dentes, vestíbulos, entre outras). Estes indivíduos demoram mais para mastigar alimentos. Alguns não conseguem comer todas as consistências, deixam escapar o alimento e/ou líquido para fora da boca, e muitas vezes nem percebem que o fazem. Engolem, mas não com eficiência, necessitam engolir várias vezes para limpar a boca e mesmo assim ainda sobram restos de alimento.

Com a progressão da doença a deglutição pode  piorar, apresentando sintomas como engasgos e tosses. É a disfagia na fase faríngea, onde há a dificuldade de coordenação da respiração com a deglutição na região da garganta. Este tipo de disfagia pode, em alguns casos, ser mais acentuado para líquidos do que para sólidos, associando-se aos fenômenos de regurgitação nasal e aspiração pulmonar do conteúdo alimentar.

Ou seja, a disfagia pode trazer complicações como a desnutrição, desidratação e complicações respiratórias.

 
 

Em um estudo, da Johns Hopkins University (2008), observou-se que dentre indivíduos com A-T que apresentaram disfagia, uma grande porcentagem apresentava-a na forma silenciosa, onde o indivíduo não percebe que o alimento está indo para o lugar errado, isto é, disfagia orofaríngea grave.
A coordenação das funções, principalmente da respiração, sucção, mastigação e deglutição, durante o processo de alimentação, é essencial para fornecer a nutrição e alimentação adequadas e para prevenir a aspiração pulmonar e sua sequela.

 

PESQUISA EM ANDAMENTO

 

Atualmente está sendo desenvolvida uma pesquisa na UNIFESP, na área da fonoaudiologia, no campo da Motricidade Orofacial, cujo foco é a reabilitação ou a habilitação de todas as funções estomatognáticas (respiração, sucção, deglutição, mastigação e fonação), adequando a postura, a mobilidade e o tônus muscular do complexo orofacial que atuam diretamente nessas funções. O método de tratamento para este estudo é baseado na Terapia de Regulação Orofacial e Corporal no Conceito Castillo Morales, associada à estimulação do fluxo aéreo nasal e exercícios específicos para cada paciente.

O intuito é melhorar as condições musculares para prevenir a disfagia grave precoce e melhorar a qualidade de vida destes indivíduos.
Existem várias abordagens terapêuticas, sendo que algumas retratam a importância significativa do trabalho de adequação da postura corporal para a reabilitação funcional das estruturas do complexo orofacial:

 
Postura Corporal
 
Influencia muito no ato de respirar, sugar, mastigar, deglutir e falar.  Os pacientes com A-T com dificuldade de locomoção devem passar a maior parte do dia sentados do que deitados, de preferência com apoio nas costas, na cabeça e nos pés para garantir uma postura mais ereta. Isto, além de auxiliar nas funções já referidas, auxilia também no controle cervical (pescoço), no aumento da capacidade pulmonar e também melhora no processo digestivo
 
 
Respiração
 

O nariz deve estar sempre descongestionado. Em alguns casos o paciente pode estar com um fluxo aéreo nasal inadequado. O déficit aéreo nasal pode prejudicar no processo da mastigação, sucção, deglutição e fala. O paciente pode vir a ter cárie dentária decorrente da mudança do PH da boca, déficit do olfato e do paladar, prejudicando na alimentação.

 
 
Mastigação
 

Certificar-se de que o paciente está mastigando dos dois lados alternadamente, de preferência usando os dentes do fundo e de boca fechada, pois haverá uma movimentação maior, fortalecendo a língua, melhorando a

eficiência do ato de engolir. Se o paciente tiver condições para manter o movimento de mastigação e o tônus muscular dos músculos envolvidos na mastigação deve-se manter sempre a consistência mais sólida do alimento. A mastigação eficiente auxilia na melhora da alimentação. Deve-se mudar a consistência dos alimentos para pastoso quando houver necessidade.
 
 
Deglutição
 

Deve ser observada cuidadosamente. Não pode haver engasgos, tosse ou movimentos como se o paciente estivesse engolindo algo grande. Deve-se sempre ter uma formação adequada do bolo alimentar, com bom envolvimento da saliva e boa trituração. Se necessário, o paciente deve engolir várias vezes para que não haja resíduos alimentares dentro da boca, e o líquido deve ser colocado em pequenos goles para que ele não engasgue. Tomar cuidado com alimentos que tenham mais de duas consistências como sopas com pedaços de legumes, carne e líquido. O paciente deve engolir sempre de boca fechada para que não haja escape do alimento e/ou do líquido.

 
 
Sucção
 

O paciente deve aprender a sugar, de boca fechada, todos os resíduos da boca conjuntamente com a saliva, da nasofaringe e da laringe antes de engolir. Em alguns casos é bom utilizar o copo com canudo.

 

 

A fonoaudiologia, conjuntamente com a nutrição, fisioterapia, terapia ocupacional e a psicoterapia, constitui uma medida adjuvante ao tratamento medicamentoso no acompanhamento terapêutico de pacientes com A-T.

 
Acontece...
ATCP Project aprova subsídio para pesquisa

ATCP Project aprova subsídio para pesquisa

ATCP Project aprova subsídio para pesquisa coordenado pela Dra. Beatriz Tavares e sua...
Pique Nic no Parque do Ibirapuera! Participe!

Pique Nic no Parque do Ibirapuera! Participe!

Congresso Mundial de Ataxia-Telangiectasia

Congresso Mundial de Ataxia-Telangiectasia

A-T Clinical Research Conference Warsaw, Poland, October 6-8 2016 Entre os dias 6 e 8 de...
Tuta Shirts - Camisetas com Atitude

Tuta Shirts - Camisetas com Atitude

Uma vida com atitude Se você curte Rock, entre no site da Tuta Shirts.... Se você curte Filmes,...
 
Projetos em Andamento

Plataforma global de dados


Novo questionário! Novas informações!

O novo questionário é de grande importância pois através dele...
A manutenção da Nova Casinha

A manutenção da Nova Casinha

A manutenção da nova Casinha A reforma da Casinha foi realizada...
O lanche e as atividades artísticas da Casinha

O lanche e as atividades artísticas da...

A Casinha precisa de sua ajuda! O lanche teve início quando...
 
 
 
21.07.2017